10.11.08

Top 100 da RS I

O hábito de se fazer listas data desde antes de Cristo, quando um tal de Moisés recebeu as tábuas com os chamados "10 mandamentos". Deus podia ter mandado 11, 12, 15.. mas mandou 10. Ou seja, ele valorou e rankeou.



Desde então, a humanidade tende a fazer listas, a fazer rankings, quem é melhor quem é pior, quem merece estar em primeiro lugar e afins. No mundo do Jornalismo Cultural tal prática se tornou parte de uma técnica de se criar propriedade.

Entenda, toda vez que falamos de jornalismo, falamos de uma tentativa ferrenha em legitimar o discurso. Fazer com que ele tenha mais validade que o do outro, para que o meio seja, dessa maneira, o mais lido, e o mais "verdadeiro". Fechando o campo, na área cultural, temos uma enorme briga entre especialistas [na maioria das vezes é briga de egos!]. Quando um meio se coloca como detentor de poder e conhecimento para conseguir fazer uma lista de 100 maiores qualquer coisa, ou 100 melhores não-sei-o-que, quer dizer que ele tem uma enooorme gama de especialistas para dar o pitaco.

A Rolling Stone americana já fez muitas listas, entre elas a a "100 Greatest Guitarists of all time", em 2003 (em que, inexplicavelmente, George Harrisson ficou abaixo de Jack White do White Stripes!);"500 greatest songs of all times" (em que, cof-cof, os Beatles emplacaram nada mais que 23 músicas!) que foi divulgada em fevereiro de 2004; e, nesse ano, lançou a "The 100 Greatest Guitar Songs of All Time" (Purple Haze, do melhor guitarrista segundo eles próprios em outra lista ficou em 2º; e While My Guitar Gently Wheeps, do 17º guitarrista, ficou em 7.Me diz se entende isso de hierarquia?!).

A brasileira está seguindo a sua mestra, e, com apenas 2 aninhos de idade já ostenta algumas listas, como a dos "100 maiores álbuns da música brasileira" no ano passado, e este ano, surgiu com .. TAH DAHH.. Os 100 maiores artistas da música brasileira, na edição de aniversário, em outubro.

Existem muitos comentários a se fazer sobre essa lista, por isso, dividirei esse post em vários "pequenininhos" (e, não, não é para fazer número, Rosana!). Então, neste post, falemos sobre porcentagem! De um rótulo, coloquei outros, ou seja: dividi os 100 "maiores" entre 12 gêneros: MPB, Samba, Soul, Rock, Erudita, Sertanejo, Axé, Funk, Pop, Forró, Hip-hop e Experimental(instrumentistas que misturaram vários estilos, por isso, não podem ser enquadrados em apenas um rótulo).



O resultado foi [por ordem de grandeza] : 27% de MPB, 24% de Samba, 18% de Rock, 13% de Pop, 8% (!!!) de Experimental, 2% de Forró, 2% de Soul, 2% de Hip-Hop, 1% de Funk, 1% de Axé, 1% de Erudita (palmas para Heitor Villa-Lobos, o único desse meio na lista!), 1% de Sertanejo e 1% de Funk.

Sem dar nomes aos artistas já se tem uma imagem da lista. Não preciso falar quem está em primeiro lugar, ou quem está em último. O rosto da "Música Brasileira" na opinião da Rolling Stone está aí, estampado. E, diga-se de passagem, não é o mesmo perfil de "Música Brasileira" que se toca nas rádios!

Mas, como já dito em um post antigo, a Rolling Stone escreve para um público. E, para este público, a música brasileira significa: Chico Buarque, Caetano Veloso e Tom Jobim. E, para falar a verdade, não são tão mals exemplos da nossa música! Por que Calypso não está na lista? Por que, Leandro e Leonardo não estão? Simplesmente porque estes não tem apelo para o público da revista.

Metonímia, é a figura de linguagem que fala sobre a troca de uma parte pelo todo.Listas são metonímicas, não quero discutir aqui qual é a validade disso em técnicas discursivas, ou em formas de se criar um recorte de mundo. Mas elas só o são porque há um público com o pensamento igualmente metonímico. Um público que adora valorar, rankear e seguir listas.

Ahh..se os 10 mandamentos tivessem sido públicados na Rolling Stone. O mundo seria muuuito diferente!

1 Responses (Leave a Comment):

Rosana said...

muito bom, amplifika!!! fazer crítica das mídias (sobretudo cultural) com humor não é tarefa para qualquer um... gostei do texto e nunca tinha pensado nos 10 mandamentos sob esse prisma... *rsrs